fbpx

Post de blog

Como escolher a plataforma LMS

Aprenda como escolher a plataforma LMS e os critérios que você deve observar, seja para treinamentos, fazer renda extra ou Customer Education.

Uma das primeiras dúvidas para quem vai criar seu curso online é se perguntar como escolher a plataforma LMS. Cada vez mais temos visto o número de conversas sobre educação e cursos online. Uma das primeiras dúvidas que vêm aos professores e empresas que querem criar seus cursos é: qual plataforma utilizar? Quais são as opções?

Para quem quer vender, elas pensam em marketplace ou plataformas de vendas. Para quem quer educar sua base de clientes, a maioria pensa em plataformas autorais.

Para entregar um curso online você precisará de um sistema de gerenciamento de aprendizagem, ou learning management system (LMS), o termo mais conhecido.

Neste artigo, vou comentar sobre qual é a lógica que usamos para escolher, como escolher a plataforma LMS e quais são algumas das opções do mercado.

O que é um LMS?

Um LMS é um software que empresas e pessoas podem usar para desenvolver, entregar e acompanhar seus alunos (e cursos).

Até recentemente, pensávamos em treinamentos e cursos como uma sala de aula e um professor, palestrando. No melhor dos casos, temos o conceito de treinamento corporativo, no qual a empresa contrata (ou mesmo desenvolve) cursos para capacitar seus funcionários.

Só que isso tem mudado bastante. Hoje nossos clientes consistem de empresas de produtos e serviços que planejam usar cursos e conteúdos educacionais para educar seus leads e clientes, seja para posicionarem-se como experts no assunto ou para ajudar sua base a se tornar melhor em um aspecto. Por exemplo, uma startup de cartão de fidelidade digital precisa que seus clientes tenham um bom atendimento – ou caso contrário o cartão de fidelidade não fará milagres. Para isso, criaram um curso de atendimento conosco.

Portanto, a primeira coisa a se levar em conta ao aprender como escolher a plataforma LMS e qual utilizar é seu objetivo. Vamos falar disso mais adiante.

Você pode pensar num LMS para entregar cursos completos, uma plataforma de lives, gerenciar sua biblioteca de recursos ou de troca de mensagens entre estudantes e professores e instrutores. Nele, você pode inserir ebooks, áudios, vídeos, testes, imagens, etc. Claro, isso vai depender dos recursos que o LMS escolhido tem.

Qual a diferença entre LMS e AVA?

A esse ponto, talvez você possa ter ouvido falar em AVA também, Ambiente Virtual de Aprendizagem, que é o termo “técnico” e oficial para LMS.

Geralmente falando, o termo AVA é mais utilizado por pessoas da área acadêmica, então eles falam de um sistema muito mais robusto, com controle de notas e calendário acadêmico, tudo que uma universidade precisaria. Mas isso é via de regra, os dois termos são sinônimos.

No meio corporativo, o termo LMS é mais utilizado.

O que tem em um sistema e como escolher a plataforma LMS?

Um LMS tem duas partes, via de regra: a administração e a interface do estudante.

No gerenciamento, você encontra as ferramentas para administrar seus cursos, conteúdos e alunos. Ou seja, ferramentas de upload de conteúdo, organização, criação de aulas e testes, divisão em tópicos, análise, relatórios, notificações, comunicação com os estudantes e tudo mais.

Para os estudantes, haverá o player de mídia, controle de tarefas, calendário, interação, testes, fóruns e mensagens.

Aí alguns LMS têm alguns diferenciais como gamificação, interface mais amigável, aplicativo para celular e essas coisas. Outra diferença é na forma de monetização e acesso aos dados dos usuários. Marketplaces como a Udemy não te dão acesso aos usuários, portanto, você consegue fazer promoção para eles de outros produtos ou ter um contato muito, muito limitado. Mas você ganha em promoção, uma vez que eles rodam campanhas para você.

Outros, você tem acesso total aos alunos.Aqui tem um quadro comparativo entre vários, para ajudar como escolher a plataforma LMS. Vou agora comentar alguns objetivos que você possa ter e como escolher o melhor sistema para você.

Critérios mais comuns para se ensinar online:

Como foco da Poly, temos observado alguns temas comuns entre nossos clientes: eles querem ganhar uma renda extra com cursos online, posicionar-se como instrutores, gerar leads ou educar sua base de clientes.

Para cada um desses objetivos, teremos que olhar para funcionalidades específicas dos LMS. Por isso, a nossa resposta para a pergunta “Como escolher a plataforma LMS” é “Qual seu objetivo?”.

Se você quer ganhar dinheiro com cursos online:

A primeira pergunta que eu faço é: você quer tem tempo e dinheiro para investir nos seus cursos online ou você gostaria de gravar uma vez e que a plataforma faça a venda por ti? Pensando nisso, você terá dois caminhos.

Se você não tem tempo nem recursos financeiros para investir num curso online, a sua opção é buscar por marketplaces. Via de regra, essas plataformas cobram uma porcentagem da receita, e não por mensalidade. Contudo, existem alguns poucos marketplaces que cobram uma mensalidade também do professor, mas é um caso minoritário.

Nesse sentido, você tem que olhar para algumas características
  • A plataforma tem um grande alcance?
  • Qual é o público médio e interesses do seu público?
  • Qual é a topografia dos cursos disponíveis?
  • Qual a política de precificação da plataforma?
  • Qual a porcentagem da receita e como é feito o repasse?
  • Existe margem para divulgação própria?
  • Qual é o tipo de contato e acesso que eu tenho com meus alunos?
  • Quais são as possibilidades de upload e organização dos cursos?
  • Existe um padrão de qualidade? Se sim, quais são os mínimos?
  • Quais os benefícios que oferecem aos estudantes? Certificado, acesso vitalício, aplicativos, etc?
  • Você pode retirar os vídeos a qualquer hora da plataforma?
  • Como é a ferramenta de avaliações e feedbacks?
  • Eu ganho algum benefício ao fazer vendas em massa? Por exemplo, para empresas? Consigo montar pacotes?

Se você deseja investir tempo e recursos financeiros para divulgar a sua plataforma, você poderá considerar algumas coisas diferentes na hora de escolher a plataforma LMS. Lembre-se que agora você terá mais responsabilidade sobre o marketing, portanto, vamos olhar mais para as ferramentas que ela disponibiliza diretamente para você.

Perguntas que você pode se fazer
  • Como é cobrado do professor? É uma anuidade, mensalidade, porcentagem da receita, por aluno ativo? As modalidades de pagamento variam bastante e aqui você deverá considerar se é um curso de altíssimo valor final ou de baixo valor e se a intenção é ter milhares de alunos para ser lucrativo ou com pouco alunos, o curso já te traz um retorno.
  • Quais são as formas de pagamento aceitas?
  • Quais são os recursos de marketing que possui? Programa de afiliados, gerenciamento de cupons avançado, ofertas, ancoragem de preço, vídeo promocional, criação de landing page, captura de lead (inscrito não-pagante), integração com Facebook Pixel?
  • Existe relatório de desempenho de promoção e vendas? Quais? Estamos nos referindo a integração com Analytics ou mesmo um relatório próprio para ter ideia do número de visitas, demografia, taxa de abandono, etc.
  • Permite a criação de página dedicada ou é somente a página de compra? Tem LMS que permitem você criar um site que gira em torno da venda de cursos. Outros só permitem a criação da landing page com o programa do curso e o botão de compra.
  • Quais os métodos de gerenciamento de alunos? Quais recursos existentes?
  • Quais são os produtos que você pode vender? Pode vender ebooks, consultoria, ou cursos apenas? Permite a criação de pacotes? Por exemplo, curso 1 + curso 2 por um desconto? Curso + ebook?
  • Existe algum sistema de mensagens entre alunos-alunos e alunos-estudantes?
  • Existe recurso de feedback das aulas e avaliações?
  • Qual é o nível de personalização? Eles inserem marca d’água? Pode ter domínio próprio? Qual a profundidade de customização da landing page e do sistema de aulas em si?
  • Quais são as integrações com outras plataformas? Integração aqui falamos de RD Station, Zapier, Mailchimp e tantas outras.
  • Existe controle de acesso a grupos para vendas corporativas? Tem algum nível de controle nesse sentido?

Uma pergunta comum que você pode fazer que é comum a todas essas plataformas é sobre o nível de proteção dos conteúdos. É fácil baixar os vídeos? Muitas plataformas inclusive não hospedam vídeos, sendo assim você faz o upload no YouTube e coloca o link na plataforma. Dessa forma, é muito mais fácil de o conteúdo ser compartilhado.

Se você quer se posicionar como influenciador educacional:

Como o objetivo de se tornar um professor online, sua intenção principal é que o maior número de pessoas façam seu curso, sendo pagantes ou não. Aqui, estamos muito mais focados na sua aparição como instrutor, do que de fato a receita, ainda que, claro, ela seja relevante.

Perguntas extras para você fazer
  • Eu ganho alguma visibilidade pondo na plataforma? Posso ganhar novos públicos com ela?
  • Eu ganho alguma credibilidade por estar nessa plataforma?
  • Eu posso fazer divulgação do meu site e redes sociais para eles?
  • Existe alguma página do instrutor/professor?
  • Posso colocar cursos curtos e de graça para promover minha imagem?
  • Qual o nível de acesso que tenho aos alunos? Consigo integrar com alguma plataforma de email marketing ou mesmo exportar os contatos?
  • Posso fazer vídeos ou conteúdos auto-promocionais? Algumas plataformas, falando de marketplaces, permitem um vídeo auto-promocional no fim, outras não possuem regras.
  • Existe certificação dos alunos que completarem as aulas?
  • Tem pesquisa de Satisfação?

Se você buscar gerar leads com cursos online:

Nesse tópico, temos algumas distinções. Ela é bem semelhante com o posicionamento de influenciador educacional acima, mas com a diferença que o foco será muito mais no público. Uma vez que você não buscar o maior alcance possível, mas sim a pessoas específicas.

Repare que as perguntas que faremos serão muito relativas à sua interação com seu público.
  • Qual é o público da plataforma? É um público interessante para mim?
  • Eles fazem alguma divulgação ou é tudo por minha conta?
  • Qual é o nível de acesso que eu tenho às informações dos alunos?
  • Eu posso exportar as informações para outras ferramentas?
  • Tem alguma ferramenta de analytics para eu conferir a demografia do público visitante e o público pagante?
  • Eu consigo interagir com os alunos?
  • Eu posso divulgar meu próprio site ou materiais complementares, como ebooks, planilhas e PDFs?
  • Posso colocar conteúdo gratuito? Isso me gera mais visibilidade?
  • Consigo fazer drip marketing com meus alunos? Isso é, enviar conteúdos programados?
  • Existe gamificação ou alguma técnica para aumentar a retenção e conclusão do curso?

Se você quiser educar sua base de clientes:

Por último na lista, mas certamente não é o último objetivo que uma pessoa pode ter ao querer criar um curso online, temos a educação do cliente (ou Customer Education). Temos observado uma mudança de comportamento nas empresas. Se antes elas buscavam a produção de conteúdo puramente para ranquear no Google e gerar leads, agora temos visto um aumento de empresas que genuinamente têm interesse em educar a sua base de clientes.

Os motivos são óbvios: se seu cliente consegue usar melhor seu produto e a tática que você propõe, maiores são as chances de sucesso. Por exemplo, uma empresa de LMS terá uma retenção muito maior dos seus clientes se eles souberem criar cursos bons e atingir seus objetivos.

Por isso, ao buscar um LMS para educar sua base, você deverá perguntar-se:
  • Quais são os formatos que a plataforma permite?
  • Quais são as opções de conteúdo interativo para aumentar engajamento e retenção de conhecimento?
  • Eu possuo algum controle de aprendizado e progresso dos alunos?
  • Existe algum tipo de gamificação da plataforma para incentivar meus alunos a estudarem mais?
  • É possível aplicar pílulas de conteúdo, por exemplo, email marketing, para facilitar o estudo?
  • A plataforma possui app ou versão mobile?
  • Tem algum suporte ou fórum para interação dos alunos ou tutores/equipe de atendimento?

Você sabe o que é Customer Education? É uma nova área que foca na educação do seu cliente e usa do design instrucional, com técnicas de marketing digital.

Como escolher a plataforma LMS ideal para você:

Neste artigo, te ajudamos a entender um pouco mais como escolher a plataforma LMS e o que você deve buscar em um. As plataformas estão em constante mudança e sempre novos recursos são lançados. Cada uma tende a ter seus focos – algumas são para treinamento de funcionários, outros para geração de receita, outras tentam ser mais generalistas.

A dica central é você não escolher a plataforma somente pelo número de características e seu preço absoluto, mas sim pelos recursos que oferecem em concordância com o que você espera. Como notamos que muitos de nossos clientes nem sabem o que procurar, decidimos fazer esse pequeno guia para te ajudar a escolher o melhor LMS para você.

Agora o seu próximo passo será buscar listas de LMS e ver quais delas fazem mais sentido para você, seus objetivos e seu público. Repare que não abordamos tanto assim a experiência do aluno, mas isso será crucial. Portanto, quando for escolher um LMS e ficar na dúvida entre uns 2 ou 3, tente navegar como se fosse um estudante para confirmar se a experiência dele ou dela é compatível com o público que você espera como aluno.

Poly Studio - agência de design instrucional & customer education

Curso de Design Instrucional: Escrita Educacional

Aprenda como se tornar um produtor de conteúdo educacional

Copyright © 2021 Todos os direitos reservados