Como usar Ebooks e conteúdos ricos em Customer Education

Você já pode ter percebido que em estratégias de marketing algo que é muito utilizado são os ebooks. Em diversos sites há aquela mensagem para baixar ebooks com conteúdos mais aprofundados. Isso porque é uma ótima forma de condensar todo o conteúdo sobre determinado assunto, seja ele de como utilizar um software ou de como lidar com seu chefe, de forma muito mais visual e também organizada. 

Cada vez mais os consumidores estão procurando informações e conteúdos originais que sejam relevantes. Isso faz com que os ebooks e conteúdos ricos tenham um lugar de destaque na internet. Por isso, hoje vamos falar mais sobre o que são esses tais conteúdos ricos, os diferentes tipos, como associar com o marketing e com customer education. No final, vamos te ensinar o processo de criação de um ebook para que sua empresa não fique para trás nesse quesito.

O que são conteúdos ricos e como eles se encaixam na estratégia de marketing?

De forma simples, os conteúdos ricos são conteúdos mais aprofundados e que se aproveitam de mais recursos, seja qual for o assunto. Eles vão além daqueles conteúdos mais curtos das redes sociais que somente dão um panorama básico dos conteúdos. Ou mesmo dos blogs, que apesar de contarem com as infinitas possibilidades de programação, por questões de praticidade, muitas vezes não se aproveitam de todas as possibilidades.

Os conteúdos ricos tentam inteirar os leitores de todos os aspectos sobre o assunto para que, ao fim da leitura, estejam completamente por dentro e saibam discutir com tranquilidade aquele tópico.

Existem diferentes tipos de conteúdos ricos, mas vamos falar disso melhor no próximo tópico. O que importa é o impacto positivo que possuem no seu negócio. Isso porque irá inserir sua marca como uma autoridade sobre o assunto. Quando as pessoas que leram seu conteúdo pensarem sobre o tópico, sua marca estará mais presa em suas mentes. Isso acontece porque o conteúdo é mais imersivo, tende a ser mais interativos e, com mais ajuda de recursos visuais,a mensagem fica mais clara. Não somente isso, mas as pessoas que aprenderam utilizando seus conteúdos ricos irão divulgar para os conhecidos e indicar também, aumentando assim a relevância.

Conteúdos ricos são parte essencial de uma estratégia de marketing.

Além disso, os conteúdos ricos são ótimos para captação de leads. Você deve ter notado que para baixar os ebooks é preciso dar alguns dados para ter acesso, não é? Bom, assim começa a captação dos leads, uma vez que os dados oferecidos não são somente o nome e email, mas uma informação essencial: o interesse naquele assunto. Com os dados básicos, sua equipe pode utilizar as estratégias de marketing para qualificar esse lead e, quem sabe, convertê-lo em um cliente. 

O visitante nem precisa deixar seus dados para compor sua estratégia de marketing. Com a mera visita dele à sua página, você ensina o algoritmo do Facebook e Instagram quem é seu visitante ideal e vai treinando-o. Existe também a possibilidade de trabalhar com o remarketing e retargeting, dois conceitos quase que básicos atualmente no marketing digital.

As possibilidades são enormes, muito além das comentadas anteriormente. Claro que o objetivo principal, normalmente, é gerar leads. Mas criar conteúdos ricos faz com que haja sempre conteúdos para serem postados online, engajando mais pessoas, e também cria diferentes possibilidades de interação com seu público. 

Os diferentes tipos de conteúdos ricos.

Os conteúdos ricos podem ser entregues em diferentes plataformas. Aqui vamos comentar de 4 tipos para que você consiga pensar em qual seria melhor para a sua empresa.

O primeiro deles são os ebooks, associados ao conteúdo deste artigo. Os ebooks são ótimas formas de disponibilizar conteúdos ricos a um baixo custo. É uma forma simples de postar conteúdos ricos que além de dar informações importantes para seus seguidores, ainda gera leads com possibilidades de conversão.

Outra maneira são os webinars, sessões em vídeo ao vivo pela internet. Esses encontros também podem se aprofundar muito nos conteúdos. Além de que, assim como os ebooks, para que a pessoa tenha acesso ao link para logar, é preciso disponibilizar alguns dados, gerando assim leads.

Os webinars, com a pandemia, tiveram um aumento considerável, uma vez que os cursos presenciais não puderam mais ocorrer, sendo que as empresas para a capacitação e também marketing de seus produtos, passaram a valorizar mais essa modalidade.

A terceira maneira de disponibilizar conteúdos ricos são os blogs, com postagens mais completas. É importante notar que esses conteúdos estão normalmente associados a outras características gráficas como, por exemplo, infográficos. Ambos são ótimos para aprofundar conteúdos que postagens no instagram e facebook não fariam tanto sucesso. Isso porque seriam muito grandes e pesadas para uma mídia que valoriza conteúdo rápido.

Por fim, outra modalidade de conteúdo rico são os cursos online. Esses cursos, independente da plataforma, apresentam uma ordem lógica em que se foca bastante para passar uma visão completa e aprofundada de determinado assunto. A forma de vídeo é interessante por ser um pouco mais descontraída que as outras modalidades, sendo que marcas já fazem uso de canais do youtube para isso.

Os cursos podem ser gratuitos ou pagos, curtos ou mais longos. Não precisa se prender a cursos completos técnicos presenciais de 20h de duração. Um curso de 30 minutos pode cumprir muito bem o papel de engajar seu público.

Como usar conteúdos ricos dentro de Customer Education.

Customer Education e conteúdos ricos estão muito ligados, provavelmente não é possível falar de um sem que se esbarre no outro. Um dos motivos é que a produção de conteúdos ricos vai, de preferência, ser sobre questões que fazem sentido para a sua marca.

Uma maneira muito interessante de utilizar os conteúdos ricos em customer education é se aprofundar em questões que você já percebeu que seus clientes tem dúvidas. Isso faz com que duas questões sejam resolvidas ao mesmo tempo, uma vez que você fará uma produção que interessa seus clientes e também vai ajudá-los a entender como funcionam certas funcionalidades.

Os conteúdos ricos podem ter diferentes modalidades. Por isso, para implementar a sua estratégia de customer education, foque em uma dessas plataformas primeiro e faça com que seja ótima. Para depois tentar se aventurar em outras.

Ensinar os seus clientes e dar esse poder para eles com conteúdos ricos faz com que tenham muito mais propriedade sobre o assunto. É praticamente uma forma de potencializar sua estratégia de educação do cliente!

O processo de criação de um ebook.

Agora que você está bem por dentro do que são conteúdos ricos e da importância de ter ebooks na sua estratégia de marketing, vamos te dar as ferramentas básicas para que você possa começar a criação do seu próprio ebook.

Esse processo não tem mistérios, mas isso não significa que será fácil. Fazer um ebook demanda tempo e dedicação, ainda mais se você quer entregar algo de qualidade. Por isso, planeje bem antes de fazer para que não tenha que mudar no meio do caminho e perder tempo refazendo que poderia ser investido em outras atividades.

A primeira etapa é pensar sobre o que será o ebook, quais conteúdos você pretende escrever. Caso seja seu primeiro ebook, tente focar em um conteúdo que você domine, a escrita fluirá muito mais fácil. Se for uma empresa, pense em algo que esteja relacionado com o que você vende ou relacionado com a sua marca.

Esse primeiro ebook pode ser um pouco complicado no início porque você ainda não tem ideia da estrutura e da melhor forma de se expressar. Mas não se preocupe! Essas habilidades vêm com o treino, quanto mais você fizer melhor ficará.

Começando a escrever seu primeiro ebook.

Com o conteúdo escolhido, pense na estrutura do seu texto. Quais os pontos principais que devem ser abordados nesse ebook? Você está querendo fazer um texto para incentivar os leitores a comprar seu produto ou demonstrar a importância dele? Pense nas estruturas de forma que, ao fim, você veja coerência no texto com o seu objetivo.

Por exemplo: seu ebook será sobre como sua marca se beneficia dos padrões de consumo na internet, você não irá explicar quais são esses padrões no final do texto, não é? É um assunto introdutório para que com ele de base, você possa se aprofundar mais. E isso com qualquer assunto.

A estrutura básica é a introdução, o desenvolvimento e a conclusão. E dentro dela você pode colocar diferentes tópicos e outras estruturas que considere relevantes. Nesse ponto da estrutura é interessante pensar também na identidade visual, caso não tenha uma. Você provavelmente está pensando em criar uma série de ebooks e não somente um, por isso pense na identidade visual base para que todos sigam um padrão semelhante.

Caso você se interesse em aprender a escrever conteúdos, nós da Poly temos um curso curto sobre Produção de Conteúdos Educacionais. Clique aqui para conferir.

Aumentando a qualidade do conteúdo.

Com o conteúdo e a estrutura definida, é o momento de escrever de fato esse ebook. Procure diferentes fontes sobre o assunto e se aprofunde para que seu texto não seja uma cópia de outros sites. Escreva de forma original e sempre visando o seu público alvo. Não tente utilizar linguagem acadêmica ou com muitos jargões se quem irá ler o seu ebook são pessoas que ainda estão iniciando no assunto. 

Depois de ter todo conteúdo escrito, revise. Esse é um dos pontos mais importantes. Sempre faça o material passar por uma revisão aprofundada. Você não quer disponibilizar um material com dados errados ou conceitos incorretos. Essa revisão pode ser feita por você mesmo ou por outras pessoas.

Muitas vezes, outra pessoa conferir o material é a melhor opção porque será a primeira vez tendo contato e lerá com mais calma, procurando mesmo possíveis erros. Se você mesmo tiver que assumir esse papel, dê uns dias de descanso para você “esquecer” o material e revisá-lo como se fosse a primeira vez.

Aprendendo a usar materiais ricos em Customer Education.

Com ele todo pronto, é o momento de divulgar. Aqui você pode pensar de diferentes maneiras. Assim como qualquer outro conteúdo da internet, você pode utilizar as redes sociais ou blogs e mecanismos de busca. Pense em palavras-chaves associadas ao seu ebook, de nada adianta ter feito um trabalho impecável se não será visto pelo seu público alvo.

Vale reforçar que não é lançando um ebook, um vídeo ou um curso que você poderá lavar as mãos e dar a estratégia como ganha. Inclusive é sempre bom ter uma combinação de táticas e dar tempo ao tempo. Existe sempre a possibilidade de que uma de suas tentativas irá falhar e, para driblar isso, uma boa gestão de métricas será essencial.

O importante é começar de alguma forma e ir melhorando com o tempo.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *