Como usar Blog e Inbound Marketing em Customer Education

Já falamos bastante de Customer Education aqui, mas nunca é demais! Customer Education pode tomar diferentes formas e ser feito nas mais diversas plataformas. Isso porque é uma forma de gerar valor ao produto apresentando tudo que pode ser feito com ele. Aqui neste artigo vou apresentar para você como usar seu blog e o inbound marketing para tirar o melhor de customer education.

Na dúvida de como começar com customer education? Clique aqui para saber!

E melhor ainda! No final, você vai sair com um guia só seu para implementar inbound marketing na sua empresa e também todo o passo a passo para medir se suas estratégias estão dando certo. Bom, mas chega de papo e vamos ao que interessa!

O que é inbound marketing?

Antes de tudo, você precisa entender o que é inbound marketing. Esse termo vem do inglês e pode ser traduzido como marketing de entrada. Isso já dá algumas dicas do que é esse tipo de marketing, não? Bom, como o nome indica, inbound marketing é uma estratégia de marketing focado em atrair clientes, ou seja, focado na entrada de clientes para seus serviços e produtos. 

Só em 2018, a Google conduziu uma pesquisa em que 60% dos compradores procuram primeiro online, isso demonstra a força que o marketing online pode ter. Pensando nisso, o inbound marketing pode e deve utilizar esses consumidores procurando produtos online. Isso porque estão atrás de soluções e produtos que possam oferecer uma melhor qualidade de vida. 

Ao apresentar seu produto ou serviço online como uma solução e tentar passar a melhor imagem possível, você faz com que os consumidores com um problema, encontrem o que você está oferecendo e se atraiam para a sua marca. Essa forma de atração pode variar muito e deve ser escolhida de acordo com o que combina com a sua empresa. Pode ser por meio de blogs, vídeos, webinars, tudo depende do público que você, como empresa, quer atingir.

Essa estratégia de marketing apresenta muitos benefícios para a sua empresa, uma vez que não é tão invasiva quanto outras formas de propaganda. Seus clientes não vão ser bombardeados com anúncios dos seus produtos, sendo que como eles estão atrás das informações, eles que irão procurar a sua empresa. Outro ponto importante é como vai te ajudar em customer education, mas esse ponto vamos falar mais para frente em detalhes. 

Resumindo, inbound marketing é uma estratégia de marketing em que o cliente procura a sua empresa por diferentes plataformas. No próximo tópico, vou ensinar as diferentes ferramentas dentro dessa estratégia.

Quais são as ferramentas dentro de inbound marketing.

Existem algumas ferramentas que podem auxiliar sua empresa no inbound marketing. Aqui vou listar algumas delas que, com certeza, irão te dar maior segurança na hora de implementar e também auxiliar ao longo do processo. O conteúdo aqui vai misturar técnicas de marketing com educação do cliente – inevitável.

Os blogs, nessa estratégia de marketing, são ótimos para quem busca implementar o inbound marketing. Isso porque os textos publicados ficam na plataforma independentemente se foi postado anos atrás e, se houver procura, esse conteúdo será apresentado para o cliente em potencial.

Sendo que é bem menos formal que um site, podendo facilitar na conexão com as pessoas lendo. Uma forma interessante de potencializar as postagens do seu blog é relacionar com as suas redes sociais. Isso para ter um maior alcance e atiçar a curiosidade das pessoas que queiram saber mais. Um potencial cliente bem educado será um cliente melhor quando firmar o contrato.

Outra ferramenta interessante são os softwares de Customer Relationship Management (CRM), isso porque te auxilia a gerir melhor sua relação com os clientes, uma vez que te informações importantes sobre os clientes. Logo, se bem configurado, você consegue ter acesso ao conteúdo que seu cliente já consumiu – otimizando o processo de onboarding.

Além disso, emails também são ótimos para o inbound marketing. Eles podem ser mais utilizados para ter um relacionamento com aqueles clientes que já demonstraram certo interesse e se cadastraram, por exemplo, na newsletter do seu blog.

É interessante também utilizar as diferentes plataformas para otimização de palavras-chave. Afinal, caso você queira ser encontrado nos mecanismos de busca é preciso saber utilizar as palavras-chave certas. Interessante também é conseguir analisar as métricas das redes sociais e blogs, além dos acessos. Para isso, há diversas ferramentas de analytics que podem auxiliar nesse quesito do inbound marketing.

Em todas essas ferramentas existem softwares específicos, porém cada um deles com uma particularidade. Para escolher o que melhor se enquadra para a sua empresa, tente entender o que você está buscando e quais conversam melhor com as ferramentas que já utiliza dentro do seu dia a dia.

Como inbound marketing pode ajudar em Customer Education.

Como você já deve ter percebido, o inbound marketing está muito associado à educação do cliente, sendo que um acaba auxiliando o outro. Ao pensar em customer education para conseguir transmitir o real valor dos seus produtos para seus clientes, você também pode pensar em estratégias de inbound marketing.

A ideia de atrair diferentes clientes para seu blog com conteúdos pensados nos seus produtos é a base do inbound marketing. A base do customer education é ensinar os clientes a utilizarem o produto da melhor forma possível. Unindo os dois você terá para a sua empresa uma vasta gama de conteúdos de customer education que pode ser publicado nos blogs e redes sociais. Esses conteúdos por serem tão relevantes para o seu público servirão como a primeira etapa do inbound marketing que é atrair clientes. 

Ao contratar um designer instrucional com conhecimentos de marketing, você atinge o melhor dos dois mundos: um conteúdo que educa sua base de clientes, enquanto gera leads para seu negócio.

Viu como estão relacionados? Dessa forma, acaba se tornando um ciclo em que com o planejamento correto, há um gasto muito menor de energia nas duas estratégias, uma vez que elas conversam tão bem.

Isso é interessante porque significa que sua equipe de marketing deve trabalhar com a equipe responsável por customer education e experiência do cliente. Uma vez que todas essas áreas conseguem convergir em um mesmo ponto: criação de conteúdo voltado à atração de clientes para gerar leads.

Como planejar e criar seu processo de inbound marketing.

Bom, para conseguir planejar e criar o processo de inbound marketing na sua empresa, é preciso entender que o inbound marketing é baseado em três fases: atração, engajamento e satisfação. Todas elas focadas nos clientes.

Sendo que a primeira fase é como uma “isca” dos clientes que estão na internet. Você deve ter conteúdos pertinentes nas diferentes mídias para que seus clientes possam te achar. Seguido pela fase engajamento que é onde esses clientes são “fisgados”, aqui os leads são gerados e todos aqueles que demonstraram interesse na fase anterior são apresentados com conteúdos diferentes muito mais focados no valor do seu produto.

E, por fim, a última fase em que o cliente já comprou seu produto e serviço. Nessa fase, você deve garantir que a experiência dele está sendo a melhor possível e sem grandes dificuldades, para que futuramente possa indicar para os conhecidos.

Planejando o processo.

Agora que você tem todas as etapas bem claras, será muito mais fácil planejar esse processo todo. Como mostramos antes, a primeira etapa é ter uma “isca” boa. Para isso, pense em quais conteúdos seriam interessantes serem associados aos produtos que vende.

Você, por exemplo, tem uma plataforma de cursos de inglês? Então que tal criar postagens sobre os diferentes usos do verbo to be ou dar dicas de como viajar para países em que a língua nativa é o inglês? Todos esses conteúdos que você pensou devem ser formas de aumentar a curiosidade sobre o seu curso de inglês. 

Nessa primeira etapa também é importante pensar em qual plataforma você irá postar esses conteúdos. Aqui atente-se também ao tempo que você terá para escrever e publicar, pode não parecer, mas é uma tarefa que demanda tempo e dedicação. Afinal, você deve se apresentar como uma autoridade no assunto e, se fizer conteúdos ruins e com estruturas que não são visualmente agradáveis, não será um bom atrativo para os clientes.

Indo para a etapa de engajamento, se você fez um bom conteúdo associado com seu produto, aqui vai ser tranquilo de gerar leads. Isso porque seus futuros clientes já vão estar mais próximos da sua marca e, ao interagir com você, será mais fácil de criar essa conexão e enviar links para convertê-los.

Nessa etapa, pense na forma com que irá se comunicar com eles. Será diretamente pelas mensagens das redes sociais? Ou você irá conversar com eles por emails? As conversas serão com whatsapp onde todas as dúvidas serão respondidas direto com um vendedor ou com um bot? Pense nas diferentes alternativas e veja o que seus clientes respondem melhor para converter essas pessoas interessadas em leads.

E agora na última etapa, sua empresa deve focar demais em proporcionar uma experiência do cliente perfeita. Essa etapa já foi bem discutida em posts anteriores, mas lembre-se, o importante é: dar todo auxílio necessário e prever possíveis dificuldades. 

Com esses passos bem estruturados, você provavelmente já tem um norte bem claro para seguir dentro da sua empresa. Não é algo fixo, mas é importante que você tenha em mente seus objetivos e um planejamento bem estruturado também. A forma com que a sua empresa vai implementar o inbound marketing pode ser diferente das dos seus concorrentes, mas se funcionar para você é o que importa.

Quais são as métricas de inbound marketing?

Nas sessões anteriores, foi muito comentado a ideia do inbound marketing “funcionar”. Mas como ver se está de fato funcionando? Bom, foi por isso que preparamos aqui algumas métricas que você pode acompanhar para traçar suas estratégias.

Cada uma das etapas que comentamos anteriormente tem uma métrica específica para saber se está funcionando. Então considerando a primeira etapa, de atração, acompanhe os números de pessoas alcançadas. Quantas pessoas leram seus posts nos últimos tempos? Quanto aumentou? Quanto diminuiu?

Esses dados são importantes para saber o que está sendo procurado pelos seus possíveis clientes e também quais são as maiores áreas de interesse.

Depois, na etapa de engajamento, a métrica aqui é saber a taxa de conversão de leads. Se essa etapa estiver sendo bem sucedida, a taxa de conversão vai ser alta. E lembrando, ela está muito relacionada com a primeira etapa. Se uma parte do processo não estiver com bons resultados, todo o resto será afetado também.

Fechando o ciclo de inbound marketing na educação do cliente.

E, por fim, para acompanhar a satisfação do cliente você deve fazer por meio de formulários. Esses formulários podem ser encontrados dentro da sua plataforma, perguntando se as respostas providas são úteis ou encaminhadas por email após a compra para saber como foi a experiência de cada um. Isso varia muito de como você está se comunicando com os clientes desde o primeiro momento. 

O interessante do inbound marketing é que é mais fácil mensurar o sucesso, uma vez que as redes sociais já possuem alguns dados que auxiliam muito na estratégia de marketing. 

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *