|

Como contratar designers instrucionais?

A contratação de designers instrucionais é difícil porque, por se tratar de uma área específica, demanda um pouco de conhecimento de insider para não errar a mão. Portanto, muitas pessoas – sejam nos cargos de head de educação ou encarregados por implementar cursos online para funcionários ou clientes – acabam tendo que estudar sobre design instrucional para se orientarem.

Aprenda quais características procurar em um candidato para trabalhar como designer instrucional para sua empresa.

Como contratar designers instrucionais competentes pra sua empresa.

Designers instrucionais podem ser difíceis de encontrar devido à escassez que ainda prevalece no setor de educação. E um ponto que aumenta ainda a dificuldade é encontrar designers instrucionais que saibam atuar na sua área; afinal de contas, a estratégia de ensino pode mudar muito se sua empresa for da área de saúde, esportes ou tecnologia, para citar apenas alguns exemplos.

Por fim, se você exige que sua pessoa participe de atividades presenciais, pode adicionar um componente ainda maior de dificuldade.

Você está buscando um designer instrucional, que atue numa área específica e que ainda esteja na sua cidade! Portanto, não pense duas vezes antes de considerar uma posição remota.

Bons designers instrucionais, ou estão já muito bem empregados em empresas de renome ou têm seus negócios próprios, devido à flexibilidade que o trabalho remoto proporciona à nossa vida. Eu mesmo fiz essa migração em 2020 por vontade própria.

As características dos melhores designers instrucionais.

A maioria dos especialistas concorda que são necessárias qualidades únicas para que os designers instrucionais sejam considerados bons. Algumas das principais habilidades que estão em demanda no mercado de educação incluem:

  • Gestão de projetos e pessoas.
  • Conhecimento de sistemas de gerenciamento de aprendizado (LMS) e de tecnologia no geral.
  • Habilidades interpessoais e de comunicação acima da média para lidar com múltiplas partes interessadas.
  • Conceitos de design instrucional à medida que se aplicam à aprendizagem de adultos.
  • Conhecimento de técnicas de desenvolvimento ágil e experiência prática em empresas, não só na academia ou instituições de ensino tradicionais.

Estes são apenas o básico do que faz um designer instrucional capacitado em uma função padrão. Tente imaginar como será para um designer instrucional trabalhar em um projeto de alto nível orientado a prazos.

Ao contratar designers instrucionais, é importante garantir que cada candidato tenha pelo menos a maioria das características acima. Além disso, é importante confirmar o nível real em que o designer instrucional está trabalhando. Todo designer instrucional capacitado terá um portfólio para mostrar. Se a pessoa alegar que “era trabalho interno” e que não pode mostrar, levante uma bandeira vermelha aí.

Há muitas diferenças entre profissionais de DI: um designer instrucional pode estar acostumado a trabalhar com uma equipe interna que é muito colaborativa. Outro designer instrucional pode estar acostumado a trabalhar com especialistas em assuntos técnicos. Em qualquer caso, um Designer Instrucional remoto deve ter um histórico real de criação de cursos eficazes sob essas condições.

Pergunte por suas experiências e participações nos projetos. Afinal, um projeto de implementação de curso online pode ter várias partes envolvidas e raramente um DI terá sido, realmente, responsável por tudo.

Saiba também: O que é design instrucional afinal de contas?

Encontrando os melhores designers instrucionais.

Como recrutadores ou responsáveis pela implementação de algum componente educacional na sua empresa recrutando pela primeira vez um profissional de design instrucional, é normal ter muitas dúvidas.

Aqui estão algumas de nossas recomendações para encontrar a nata da cultura e candidatos a design instrucional para oportunidades na sua empresa, seja como freelancer ou CLT.

1. Escolha os candidatos ativos na comunidade de aprendizagem.

Candidatos sérios no mercado de DI são ativos em comunidades de educação e estão sempre a par de novas tecnologias e conceitos modernos. Suspeite se seu designer não conhecer termos como aprendizagem baseada em projetos, educação do cliente, andragogia e por aí vai.

Como as coisas mudam com tanta frequência, os candidatos que participam de fóruns e grupos da comunidade, bem como oportunidades de aprendizado online, são aqueles que valem a pena considerar para oportunidades de carreira. Alinhe sua organização com associações do setor em aprendizado e design.

Além disso, casa de ferreiro, espeto de ferro. Pessoas apaixonadas por educação conhecem os players, fazem cursos com frequência e sabem que são as empresas do momento.

2. Procure candidatos bem conectados e altamente engajados.

Outro sinal de um forte candidato na comunidade de design instrucional é aquele que é apaixonado por aprender sozinho. Procure candidatos que sejam muito ativos em discussões, blogs e centros educacionais para profissionais de DI. São pessoas que estão muito engajadas em suas carreiras e provavelmente trazem a mesma energia para uma posição remota.

3. Use a Poly Academy para se conectar com os candidatos.

Nós aqui da Poly Studio temos uma escola de designers instrucionais que tem um campo de vagas. Você pode publicar gratuitamente em nosso portal de vagas.

Clique aqui para conhecer.

4. Pergunte aos candidatos sua experiência anterior em trabalho remoto.

Embora nem sempre seja um indicador de sucesso, anote todos os candidatos que trabalharam remotamente no passado. Provavelmente, são profissionais avançados que entendem a natureza do trabalho remoto e se sentem à vontade para trabalhar de forma independente. Esse pode ser um dos desafios de encontrar candidatos de aprendizado remoto e design que estejam acostumados a trabalhar cara a cara com seus colegas.

5. Faça perguntas relacionadas a tecnologia.

Qualquer designer instrucional atualizado para o século XXI saberá como operar plataformas tecnológicas atuais. Isso é uma necessidade.

Acontece que, por haver muita gente que só trabalhou em universidades e faculdades, acabaram ficando preso no Moodle ou nas plataformas de ensino acadêmicas.

Portanto, pergunte a experiência do seu candidato com HTML e CSS, WordPress ou as ferramentas que sua empresa usa, seja Trello, Asana ou Slack, e sistemas de integração, como Zapier, inclusive.

A capacidade de um designer instrucional irá aumentar muito para atuar com sua empresa se ele souber ir além de construir uma ementa, mas souber também como implementá-la e tirar proveito dos recursos no-code disponíveis hoje. Construir ementa e planejar o conteúdo é uma parte básica.

6. Pergunte sobre suas experiências no mercado corporativo.

Design instrucional é uma área antiga, contudo, tem ganhado bastante notoriedade ultimamente porque cada vez mais empresas têm visto a necessidade de implementar áreas de educação – seja para entrar no campo de cursos online, seja para educar seus colaboradores ou educar seus clientes.

Portanto, não hesite em perguntar sobre a experiência do seu candidato trabalhando com empresas, seja na estratégia ou na parte tática. Se um designer instrucional nunca atuou com cursos com vendas abertas ao público, raramente ele ou ela saberá o que faz um curso atrativo. 

Da mesma maneira, se o candidato nunca trabalhou efetivamente com educação do cliente, por exemplo, raramente saberá criar conteúdos que motivem seus clientes a consumirem o material criado. Afinal, sua experiência será apenas em projetar o conteúdo, e não em atrair seu público.

Contratando o melhor designer instrucional para sua empresa.

Ao entrevistar candidatos de design instrucional, seja para cargos remotos ou presenciais, lembre-se de avaliar cuidadosamente suas habilidades e experiências, bem como sua adequação cultural para cada função.

Faça um mapeamento do que envolverá o trabalho e pergunte. Lembre-se: você raramente encontrará o candidato perfeito – e isso não vale só para a nossa área – portanto será crucial você saber o que é prioridade.

Aprender sobre design instrucional é algo relativamente simples quando comparado a experiências específicas que sua empresa pode necessitar para o cargo. Avalie isso.

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *